sábado, 25 de setembro de 2010

Meu Mundinho...

Crianças entre flores

Esperança, paz e cores
Um mundo cheio de alegria
Era só o que eu queria.

Esse é o mundo que perdemos.

Crianças pedindo esmola
Sem brincadeiras, sem uma bola
A violência nas cidades
Essa é a triste realidade.

Esse é o mundo em que vivemos.

Pessoas em grande harmonia
Aproveitando cada minuto do dia
Sem sofrimento, só alegria.

Essa é nossa esperança.

Quem sabe um dia eu desperte
E o que meu sonho hoje remete
Deixe de ser um devaneio de infância.

Meu mundo com um final feliz.

Cotidiano

Hoje acordei mais cedo
Para ver o sol nascer
Antes de voltar àquele velho cotidiano
Da vida pacata que tenho de viver.

Já deu até para se acostumar
Já que não dá para fugir
Desse velho cotidiano
Que nos faz até sorrir
Ao pensar que ainda há tempo
De voltar à um momento
Em que o amor eu senti
Mas que dele já fugi
Por causa desse contratempo
que segui durante todo o ano
E que acabou nesse cotidiano.

Hoje vou dormir mais cedo
Para ter tempo de sonhar.
Sonhei que escapava desse velho cotidiano
E para o amor podia voltar...